Duração: 1min54 | Ano de publicação: 2020

[wpsr_button id=”8884″]

O menino que não terminava nada . Tarefas são criaturas ciumentas, disputam atenção da alvorada ao anoitecer. Enquanto algumas sussurram, Outras são televisores no máximo volume. Sem saber o que fazer, deitou-se o moço. Seu chão é, na verdade, um teto e seu teto, na verdade, é outro chão. Receou o desconforto, mas descobriu que sua espinha combina perfeitamente com a linha do horizonte. Esqueceu dos membros à maneira que caíram e tudo leva a crer que não encontraria aquela pose novamente. As tarefes cessaram o ricochetear por falta de estímulos, circundando o moço em silêncio para observa-lo. Ninguém pousou as costas das mãos como ele pousou naquele pedaço de taco. Ninguém reproduzirá a arte abstrata que seus fios de cabelo criaram. Ninguém o viu fazer a poeira dançar só com o ar dos pulmões sob a luz da lua. Seu estômago protagonizou um espetáculo de faíscas que ramificaram pelas extremidades do corpo, Mas só seus anseios o presenciaram. Naquele momento tornou-se único, logo eterno e de lá nunca mais se levantou.

Escrito e animado por Pedro Rosa/pinkpeter e trilha sonora de Rudá Collin.